Acupuntura pode ser mais eficaz no alívio a dores de cólicas menstruais

É o que apresenta estudo coreano comparando o método à utilização de analgésicos e suplementos naturais

As cólicas menstruais atingem cerca de metade das mulheres em idade reprodutiva em todo o mundo. De acordo com este novo estudo, a acupuntura pode aliviar, de forma eficaz, este desconforto.

A pesquisa, realizada com 3 mil mulheres, apontou que as agulhadas podem ser mais efetivas que suplementos naturais e analgésicos, além de deixar as mulheres menos propensas a efeitos colaterais.

"Realmente, é muito interessante o estudo, pois se tem agora mais evidência de que a acupuntura, ao estimular a produção de serotonina e endorfinas no sistema nervoso central, diminui drasticamente a dor”, revela a ginecologista Dra. Flávia Fairbanks. Segundo ela, este problema chega a atrapalhar o cotidiano de mulheres e até seus relacionamentos pessoais e profissionais.

O estudo foi publicado na última edição do periódico "Journal of Obstetrics and Gynaecology” e o órgão americano “National Institutes of Health” recomenda a acupuntura como uma das formas de controlar as dores causadas pelas cólicas.

De acordo com Dr. Alexandre de Luca, a utilização de analgésicos auxilia, mas não é tão eficaz como a acupuntura, pois estes podem trazer efeitos colaterais indesejados. “Através dos anos observamos a continua necessidade das pessoas em buscar uma forma de tratamento efetiva, duradoura e com baixos efeitos colaterais. De encontro com a tecnologia atual dentro do arsenal terapêutico, podemos observar que a acupuntura tem um papel importante de propiciar ao organismo o meio necessário em busca de sua harmonia”, afirma.

Segundo o médico, o mecanismo de ação da acupuntura tem como base fisiológica a conexão da pele caminhando através de nervos até a coluna vertebral, obtendo conexão com o Sistema Nervoso Central, na qual apresenta uma distribuição heterogênea em todo o cérebro. “Esta conexão é feita através de neurotransmissores e tem como objetivo o equilíbrio do Sistema Nervoso Neurovegetativo. Assim, podemos entender a correlação da acupuntura não apenas no tratamento de doenças correlacionadas com dor, mas também à associação com outros tipos de patologias”, finaliza.

Dra Flavia Fairbanks

Você está aqui: Home Ginecologia Distúrbios da Menstruação
Distúrbios da Menstruação

Representam queixa muito comum, seja pelo aumento exagerado do fluxo menstrual - podendo chegar à anemia ou hemorragia - ou, em outros casos, à redução e até suspensão da menstruação, indicando eventual problema hormonal.

As alterações devem ser sempre avaliadas pelo ginecologista que tem condições de examinar a paciente e solicitar exames para esclarecimento da causa.

As causas mais comuns de aumento do fluxo são os miomas, as infecções uterinas, a adenomiose, os pólipos uterinos, as hiperplasias e a endometriose.

Em relação à redução/suspensão do fluxo temos a hiperprolactinemia, os ovários policísticos, problemas da tireóide e aumento dos androgênios como principais causas.

O tratamento depende da causa e pode ser clínico ou cirúrgico. Os medicamentos envolvidos podem ser anticoncepcionais orais, antiinflamatórios, corticóides, hormônios da tireóide ou outros. As cirurgias dependem de cada caso.